29/03/2019

Favoritos de Março




Filme/série: Aquaman - Depois do hype eu finalmente assisti Aquaman. Achei bem legal, o filme me prendeu até o final e achei ele bem equilibrado entre a trama principal e cenas de ação ou comédia pra dar aquela quebrada. Fiquei mais impressionada com a sequência de câmera que com os efeitos especiais. Mas no geral é muito bom, mas nada revolucionário.

Riverdale e a morte de Luke - Eu comecei a assistir Riverdale à pouco tempo e já estou viciada. É minha série favorita do momento. Destaque especial para a morte de Luke, o ator que faz o pai do Archie. Fiquei bem chateada e foi do nada! Espero que na série ele seja lembrado mais vezes.

Lugares: Museu do Ipiranga - Apesar de fechado o museu, fui no início do mês até o parque da independência e foi bem legal. Bem abaixo do monumento visitamos a tumba de D. Pedro e fiquei impressionada que morei 25 anos em SP sem saber que ele estava lá. Visitamos também o museu de zoologia da USP que fica ali do lado (de graça!) e foi muito legal. Preciso me comprometer a conhecer mais minha cidade.

Eu também tenho me cobrado muito para apreciar o caminho. Em São Paulo é muito fácil perder muito tempo no trânsito, então eu tenho me policiado para que nesses momentos eu observe mais a paisagem, leia um livro ou escute uma música.

Livros: Estou na vibe dos romances de época e esse mês li só Julia Quinn, estou terminando O conde enfeitiçado e amando! Em paralelo também estou lendo a HQ de O diário de Anne Frank que é linda e super bem feita.

Não tão favoritos assim...
Assisti Velvet Buzzsaw na Netflix e não curti muito. Conta a história de uma moça que é recepcionista em uma galeria de arte e em seu prédio morre um senhor que possui muitas obras de arte impressionantes em seu apartamento e dá ordem de que elas sejam destruídas após sua morte. Claro que isso não acontece e a gente acaba num looping de mortes como um ''premunição'' das artes baseado nos lucros que as pessoas têm com as obras que durante o filme vamos descobrir que são meio demoníacas. Sem muitas explicações e com personagens meio exagerados e corruptos demais como se todo o mercado fosse dessa forma. Gostei apenas de algumas críticas que reparei sobre arte moderna, colocando em check no meio do filme o que realmente é arte. Não sei se foi intencional, mas foi o que aproveitei das 2 horas.


Destaque especial para essa poesia em vídeo da Bruna Vieira que também saiu no post de link desse mês só porque eu achei ela incrivelmente linda e verdadeira.



QUE MULHER. A Bruna sempre me impressiona pro lado positivo, e é um exemplo de influenciadora e ser humano. Essa poesia maravilhosa que eu escuto sempre que estou me sentindo meio pra baixo e não muito feliz com a minha própria companhia. Ela diz muito sobre relacionamento mas principalmente sobre seu eu por completo. Amei muito.

Tenho tentado passar meu tempo livre fazendo coisas que eu realmente amo e escrever pro blog é uma delas. Amo ler, e passar um tempinho meditando. Me conhecer mais e esses momentos sozinha que eu tenho passado durante a semana têm se tornado mais agradáveis quando eu foco em fazer tudo isso. Voltei também a escrever mais no BuJo e estou amando fotografar em flatLay pro insta do blog, já deram uma conferida?

E é isso pessoal! Quero trazer esse tipo de post todos os meses, amei fazer!

Beijos!

Nenhum comentário

Postar um comentário