24/07/2018

Sobre acumular coisas e como isso me fez mal



Eu uso produtos. Todos nós usamos. Seja em qualquer quesito da vida, todo mundo adora ter por perto coisinhas que gosta. Seja umas maquiagens, uns livros ou uma miniaturas ou roupas. MAS

O que me levou a escrever esse post, foi eu mandar embora tantas coisas que eu acumulei durante certo tempo, pensando em porque eu comprei aquilo realmente. Pensando em como a forma que eu me senti quando comprei só me fez gastar dinheiro. Muitas dessas coisas foram embora ainda lacradas (roupas e maquiagens) outras delas até venceram: eu comprava para acumular, para ter vários, e no final não aproveitei nenhum deles.

Isso me colocou para pensar. Eu comprava porque sentia que merecia. Eu trabalho tanto! Mereço me recompensar! mas... peraí: você merece também investir seu dinheiro para conquistar coisas maiores, para ter um conforto ou uma tranquilidade. Você merece não ter que dar todo seu salário no cartão de crédito por todas as compras por impulso que você fez durante o mês

Resultado de imagem para gif money


Esse start me veio depois que compramos a passagem para nossa primeira viagem internacional: eu quero viver mais disso! tem mais experiências e como consequência poder criar conteúdo exclusivamente de viagem (que é o objetivo inicial desse blog). Com isso, não quero dizer que eu preciso parar de comprar as coisas que eu gosto: só preciso começar a comprar apenas aquilo que eu preciso, uso e vai me fazer feliz.

Quer um exemplo? Eu simplesmente mandei diversas maquiagens para amigas e conhecidas porque simplesmente queria muito aquela paleta master de 120 cores quando comprei, e em alguns anos eu usei ela...2 vezes. Dá pra acreditar? Distribui pois sei que outras pessoas podem usar esses produtos que aqui estavam apenas acumulando espaço.

E não pensei você que eu tenho pouca coisa agora. Eu ainda acho que tenho é coisa demais. MAS as coisas que me rodeiam, meus produtos, meus livros, minhas roupas e minhas maquiagens são o suficiente para mim hoje. O bom é que eu caí em mim de que se amanhã eu ver algo muito maravilhoso, vou saber calcular se aquilo é um deslumbre ou uma necessidade.

E sem falar ainda de outros quesitos da vida, pessoas por exemplo? Sabe aquela pessoa que tem milhares de amigos no Facebook mas não fala com nenhum? Não confia suas coisas a ninguém? Ou pior, canta aos quatro cantos tudo da sua vida para uma galera que nem sempre quer tanto seu bem assim.... pois é.



Eu escrevi esse post para marcar essa minha nova fase de ter o suficiente. Não vou pregar o minimalismo nem nada, mas ter controle sob o meu cartão de crédito e meu dinheiro está me fazendo muito melhor. Fazendo eu ser grata pelas coisas que tenho, e um pouco arrependida pelas coisas desnecessárias que eu gastei dinheiro a toa. Mas tudo bem, precisamos passar por algumas situações para aprender outras.

Meu maior objetivo criando conteúdo é ajudar as pessoas, seja contando um produto legal, bom e super barato, seja dando dicas de como economizar em viagens ou falando de um livro, filme ou série bacana. Quero ajudar as pessoas a entenderem que tudo é possível, você só precisa adaptar seu sonho a sua realidade atual. Tô falando eu aqui, que a uns 6 anos atrás não imaginava que iria viajar de avião, e já entrou em um pelo menos umas 10 vezes.

Beijos!

Nenhum comentário

Postar um comentário