17/12/2017

Resenha: Tartarugas até lá embaixo - John Green

Olá minha gente tudo bom? Mais uma resenha de livro! Elas têm sido bem aceitas por aqui e eu fiquei muito feliz com isso! Hoje vim contar o que eu achei do novo livro do John Green: Tartarugas até lá embaixo.




Começamos o post já sabendo que é o meu primeiro livro do autor. Não li a culpa é das estrelas nem nenhum outro primeiro porque estava no hype e eu não curti a premissa da história, logo em seguida eu já sabia a história toda (e não, não vi o filme) e perdi o mínimo de vontade que tinha.
Como esse ano me comprometi a ler mais - não atingi o objetivo, mas com certeza li mais que os anos anteriores - na black friday ele estava bem baratinho então resolvi comprar e dar uma chance.




ATENÇÃO essa resenha pode conter spoilers

Basicamente a história se passa entre Aza e sua amiga Daisy tentando descobrir onde foi parar o milionário da cidade, que por acaso é pai de um colega dela de tempos atrás. Tudo isso porque estão oferecendo uma recompensa muito boa para quem tiver noticias de seu paradeiro.

Mas eu garanto que a história não é só isso, e com certeza não só pra mim. Aza tem TOC e é muito ansiosa. Durante o livro ela entra em espirais de pensamentos que leva ela de um simples contato físico à vários pensamentos sobre como aquilo pode afetar sua saúde e micróbios que habitam seu corpo. Ela se sente invadida e não sendo dona do seu próprio eu. Cada acontecimento tem consequências de acordo com essas espirais e eu logo vou falando que em alguns momentos esse livro me deixou mal da cabeça. Isso porque alguns dos pensamentos da Aza já me passaram pela cabeça. Claro que nunca vou ter algo tão próximo ao dela, mas me identifiquei numa pequena parcela, pelo fato de deixar alguns pensamentos que eu estou fora do controle tomarem conta da minha mente e eu ter alguns minutos de desespero momentâneo.




Como muitos já sabem John Green também tem TOC e traduziu no personagem aquilo que ele mesmo sentiu, e eu achei maravilhoso a forma como ele escreveu. Eu achei que o livro acabou no momento certo com o final mais perfeito para ele. Me fez sair da zona de conforto da minha leitura mais uma vez, e claro que vou atrás de mais livros com histórias de personagens como Aza.

Li ele bem rápido até, mas fiz algumas pausas (principalmente nas partes em que têm universo envolvido, esses assuntos mexem com minha cabeça quando se fala de imensidão) e ele tem a escrita fluida e fácil.

Tartarugas até lá embaixo saiu no Brasil esse ano pela editora Intrínseca e possui 256 páginas.

E vocês já leram Tartarugas até lá embaixo? Qual seu livro favorito do John Green?

Beijos!


Nenhum comentário

Postar um comentário